.


Image and video hosting by TinyPic

sexta-feira, 20 de abril de 2007

EM NOTA, MINERADORA YAMANA DESMENTE MINISTÉRIO PÚBLICO; NÃO HOUVE ACIDENTE AMBIENTAL!



Segundo nota emitida pela Yamana Gold, não houve vazamento de rodutos químicos  na região dos rios que abastecem a barragem de Itapicuruzinho, onde , de acordo nota do MP/BA foi verificado o carreamento de efluentes “com coloração amarelada e barrenta” para o leito do rio.

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA DA MINERADORA

A Jacobina Mineração e Comercio Ltda. esclarece que, diferentemente do que tem sido divulgado, não houve qualquer ocorrência na região dos rios que abastecem a cidade de Jacobina que possam causar riscos para a saúde humana e animal. 


A empresa informa ter havido um fluxo hidráulico de água limpa, proveniente do Reservatório do Cuia, no rio Itapicurizinho, e, desde já, refuta qualquer alegação ou inferência quanto a ocorrência de acidente ambiental. Cabe registrar também, que a água que circula na tubulação em questão é utilizada nas instalações hidráulicas e para irrigação de plantas e mudas do viveiro da empresa. 

Análises técnicas realizadas por profissionais especializados comprovam que não há alteração físico-química nas águas dos rios próximos ao empreendimento, comunidades e barragem de abastecimento de Jacobina. 

A fiscalização realizada no dia 17 de abril de 2017 foi feita unilateralmente, pelo Promotor de Justiça de Meio Ambiente, sem a participação da empresa, que não foi formalmente instada a se manifestar sobre o evento antes da veiculação da notícia, sendo certo que, caso fosse previamente comunicada, os fatos teriam sido oportunamente esclarecidos. 

A empresa destaca que possui programa de monitoramento de recursos hídricos, o qual não identificou anormalidade nos parâmetros de qualidade das águas. A Jacobina Mineração que seu sistema de gestão ambiental tem o objetivo de garantir a conformidade das operações com os mais rígidos procedimentos de segurança operacional, de saúde e meio ambiente, de forma a assegurar o cumprimento da legislação aplicável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário